8 dicas valiosas para quem trabalha na Internet e em casa

Trabalhar na Internet é o sonho de milhões de pessoas e as possibilidades de ganhar dinheiro na grande rede são infinitas – o que não parece exagero quanto lembramos que todos os segmentos de mercado e empresas de todos os portes estão hoje ou instaladas ou se preparando para o mercado digital.

E um ponto muito positivo deste trabalho é a possibilidade real e muito difundida de trabalhar em casa ou em um espaço que não é corporativo e, portanto, ter o controle de horários, de frequência do trabalho.

Mas trabalhar na Internet e em casa implicam alguns cuidados e ações simples, que podem melhorar ainda mais a performance profissional e a qualidade de vida.

E no mundo do Nomadismo Digital, é uma combinação perfeita para quem quer, como eu, aproveitar ao máximo a vida social, os hábitos e culturas dos lugares por onde vivi e ainda quero viver.

Vou falar um pouco de X dicas valiosas para quem trabalha na Internet e em casa. Espero que elas melhorem ainda mais o seu dia a dia e ajudem a atingir o sucesso!

Dica número 1. Defina um local fixo para o trabalho.

Evidentemente, como Nômade isso é mais complicado, mas por experiências que tive em home office ou espaço de coworking, é fundamental ter um local fixo, onde você chega e vai embora do trabalho.

Neste espaço você deve concentrar tudo que precisa no dia a dia – equipamentos, documentos, telefone, rede, materiais de apoio – e ter iluminação e ventilação adequadas. É importante que este espaço tenha o melhor conforto para as muitas horas de navegação e desenvolvimento de ideias.

Dica número 2. Defina uma rotina de expediente.

Certo que você não quer ouvir a palavra expediente, mas ela define bem o quanto é preciso ter dias e horários fixos de trabalho. Isso permite que você se programe da melhor forma os trabalhos, mude prioridades e até ajuste este expediente conforme a demanda atual.

Por experiência, já no Nomadismo principalmente, a falta de uma rotina prejudica a visão do volume a entregar x prazo disponível, tendemos a arrumar horários alternativos para atender prazos e isso acaba prejudicando não só a programação dos mais trabalhos como a qualidade da vida fora do expediente.

Dica número 3. Cuidados especiais com a saúde.

São muitas horas de trabalho na frente da tela de um computador – não vamos nos iludir quanto a isso – mas podemos ter atitudes que minimizem o impacto sobre a saúde.

  • Tenho água a disposição o tempo todo na sua mesa, ideal é beber pelo menos dois litros por dia, sempre.
  • Crie o hábito de almoçar na rua – ajuda a se movimentar – e pelo tempo de uma hora, para se distrair e resolver algumas coisas.
  • Faça caminhadas de uma hora antes ou depois do expediente, todos os dias. São excelentes para o corpo e para a mente – você pode ter ótimas ideias de negócio dando a volta no quarteirão.

Dica número 4. Crie uma identidade profissional.

Seu networking será sua primeira lista de clientes potenciais e mostrar-se profissionalmente, cria um impacto positivo perante elas e todos os futuros contatos. Afinal, muitas pessoas ainda associam o trabalho em casa a um relaxamento, e sabemos que não é verdade.

  • Abra, se possível, uma empresa – pode ser uma PJ ou MEI. Emitir notas fiscais é uma obrigação para trabalho com muitas empresas.
  • Crie um logotipo que represente bem a sua ideia de negócio.
  • Crie uma identidade visual no seu site/blog e nas redes sociais com o logotipo e imagens relacionadas – e todas estas plataformas devem ser da empresa.
  • Whatsapp Business – é específico para empresas e facilita muito o controle dos seus contatos.

Dica número 5. Esteja disponível para os clientes.

Mesmo que você decida trabalhar à noite, porque performa melhor – entendo muito bem e sei a diferença que faz – você deve estar disponível para contatos, orçamentos e reuniões com clientes nos horários em que eles funcionam.

Dica número 6. Abuse das recomendações de segurança na navegação pela Internet.

À medida que o mundo digital cresce, maiores são as ameaças virtuais e se não somos especialistas em Segurança de Informação, não temos muito a faze, senão nos protegermos. Estas abaixo são apenas algumas das ações que podemos tomar.

  • Ajuste as configurações dos navegadores para remover cookies ao terminar de usar o navegador.
  • Procure no seu navegador as configurações que aumentam a segurança no seu navegador.
  • Não use a opção manter-me conectado para poupar digitação de usuário e senha.
  • Troque as suas senhas periodicamente.

Dica número 7. Proteja as suas informações com um ótimo Antivírus.

As ações anteriores são muito úteis e protegem muito, mas os criminosos digitais tem uma criatividade sem limites. Para evitar os ataques e se preparar para outros, é muito importante que você tenha um bom antivírus. Caso queira mais informações, leia mais sobre o melhor antivirus 2018.

Existem ótimas opções gratuitas, porém eu recomendo investir um pouco e contratar um serviço pago, pois eles tem uma cobertura muito maior e para ameaças específicas. É um ponto onde, trabalhando na Internet e especialmente com vendas, toda a segurança é pouca.

E você tem dados e arquivos muito valiosos, não é prudente deixá-los mal protegidos.

Dica número 8. Coloque seus dados na Nuvem.

Problemas técnicos com seu computador podem acontecer e levar seu maior patrimônio junto – seus documentos pessoais e de trabalho. E andar com um HD externo é algo que descartei há algum tempo, era mais um dispositivo para cuidar.

Hoje uso o Armazenamento em Nuvem, um recurso cada dia mais importante neste mundo de tanta informação gerada em segundos. E as melhores empresas do ramo – Google e Dropbox – já usam ótimos sistemas de segurança para proteger seus dados.

E uma característica fundamental: o sincronismo em tempo real, que permite, inclusive, o compartilhamento de arquivos a qualquer momento.

 

VitorLima

Deixe uma resposta